NÃO atendemos UNIMED
ou outros convênios

Dermatologia Clínica

Unhas Fracas

As unhas são anexos cutâneos formados através da diferenciação de alguns segmentos da pele. São compostas principalmente por queratina e sua rigidez e localização auxiliam na proteção do organismo em relação ao meio ambiente. Unhas saudáveis são um reflexo da saúde do organismo e estar com as unhas bonitas e bem tratadas faz parte do bem estar humano. Contudo, o estresse cotidiano, o uso de produtos químicos, dietas prolongadas e sem acompanhamento nutricional, assim como diversas doenças sistêmicas, podem contribuir com o seu enfraquecimento.

Unhas fracas e quebradiças são uma queixa comum nos consultórios dermatológicos. As unhas dependem para sua formação da produção de uma enorme quantidade de queratina. É a mesma proteína que compõe os cabelos, mas de forma modificada. Quando algum problema interfere na formação da queratina, as unhas ficam foscas, irregulares, onduladas, fracas ou muito grossas e se quebram com facilidade.

Unhas fracas podem ser sinal de problemas de saúde. Abaixo listamos algumas doenças que afetam a saúde das unhas assim como outros fatores que prejudicam o seu fortalecimento e sua boa aparência:

ALERGIA E AS UNHAS FRACAS

Esmaltes, removedores de esmaltes e unhas postiças podem causar alergia. Nesse caso, a região ao redor da unha pode ficar inchada ou irritada, gerando desconforto e coceira. Se isso acontecer, pode ser que você seja sensível a um ingrediente do esmalte ou acima disso, pode estar sofrendo de algum tipo de problema de pele, o qual o esmalte ou outras substâncias são os fatores que desencadeiam os sintomas.

ALIMENTAÇÃO DEFICIENTE E AS UNHAS FRACAS

A carência de vitaminas do complexo B, vitaminas A, C e D, aminoácidos essenciais, minerais como selênio, zinco, ferro e enxofre estão diretamente associados as unhas fracas, pois alguns desses nutrientes são responsáveis pela produção de queratina na matriz ungueal.

Dietas radicais que fazem a pessoa perder peso muito rápido podem deixar o organismo vulnerável e com deficiência nutricional, enfraquecendo não só o sistema imunológico, mas tornarão as unhas fracas e os cabelos também.

ANEMIA E AS UNHAS FRACAS

O ferro é um mineral importante que garante força e vitalidade as unhas. Se as unhas estão fracas e quebradiças pode ser sinal de anemia por deficiência de ferro. As unhas neste caso, tendem a perder o tom rosado e lascam com facilidade.

PROBLEMAS CARDÍACOS E AS UNHAS FRACAS

Unhas com o leito avermelhado podem indicar problemas vasculares ou cardíacos, como a insuficiência cardíaca congestiva.

HIPOTIREOIDISMO E HIPERTIREOIDISMO E AS UNHAS FRACAS

Problemas com a glândula tireóide interferem diretamente no metabolismo do organismo. No caso do hipotireoidismo, ocorre uma desaceleração do metabolismo o que dificulta o transporte de nutrientes para a matriz, enfraquecendo a lâmina da unha. Ao contrário, no hipertireoidismo, há uma aceleração do metabolismo celular, o que torna geralmente as unhas mais finas e quebradiças.

DOENÇAS PULMONARES E AS UNHAS FRACAS

Provocam geralmente alteração nas unhas e nos dedos, quando as unhas ficam amareladas, espessas e com o crescimento deficiente.

DIABETES E AS UNHAS FRACAS

O diabetes mellitus provoca alterações na microcirculação dos vasos em todo o organismo e as unhas e pontas dos dedos são muito afetadas. Em geral, pacientes com diabetes sem controle adequado possuem histórico de contaminação constante das unhas por fungos e bactérias, além de serem mais susceptíveis a traumas com difícil cicatrização do local.

PROBLEMAS NO FÍGADO E AS UNHAS FRACAS

Unhas fracas, quebradiças ou unhas com estrias brancas pode ser sinal de problemas no fígado ou problemas digestivos.

COMO FORTALECER AS UNHAS ?

Como percebemos, diversos fatores são responsáveis pela fragilidade das unhas, portanto fazer um bom diagnóstico é essencial para corrigir o problema.

Alguns cuidados podem ajudar no fortalecimento das unhas. Porém, caso essas medidas não surtam efeito, pode ser sinal de que há outros fatores sistêmicos envolvidos e um dermatologista deve ser consultado para que o correto diagnóstico seja realizado

– Invista em esmaltes hipoalergênicos ou que não contenham em sua composição o tolueno e o formaldeído, que são substâncias que desencadeiam alergias e irritam a pele ao redor das unhas.

– Evite usar acetona para a remoção do esmalte. Ela enfraquece as unhas, rompe as fibras de queratina e deixa manchas brancas na lâmina. Após usar o removedor de esmaltes, lave bem as mãos e aplique um bom creme hidratante;

– Use base antes do esmalte. Ela serve para proteger as unhas, pois cria uma barreira física entre a lâmina e o esmalte. As bases atuais possuem vitaminas e fatores hidratantes que ainda proporcionam uma melhora estética das unhas.

– Fique um tempo sem esmalte e hidrate sempre as unhas e cutículas com cremes para as mãos;

– Evite retirar as cutículas, que protegem a base das unhas contra a entrada de microorganismos, como fungos e bactérias. Se possível, apenas empurre ou retire o excesso com utensílios esterilizados para mantê-las saudáveis;

– Use luvas ao lavar a louça ou quando for manusear produtos químicos;

– Tenha uma alimentação equilibrada com os nutrientes necessários para manter o corpo forte e saudável, ricos em vitaminas, minerais, proteínas e aminoácidos.

unhas fracas

Dra. Rafaela Salvato Dermatologista – Unhas Fracas