NÃO atendemos UNIMED
ou outros convênios

Dermatologia Estética

Tratamento de rugas da face com toxina botulínica

A toxina botulínica, popularmente conhecido como Botox® é um medicamento obtido das toxinas purificadas produzidas pela bactéria Clostridium botulinum. Esta bactéria produz uma série de toxinas classificadas de A a G.

A toxina botulínica do tipo A é considerada a mais eficaz para o tratamento de rugas e linhas de expressão, principalmente na região da testa e ao redor dos olhos, podendo ser aplicada também na região do pescoço e ao redor da boca.

Avaliação do Paciente para o tratamento de rugas da face com toxina botulínica

O médico realiza uma avaliação da condição geral da face do paciente e determina, em conjunto com ele, quais serão os músculos que deverão ser tratados, criando uma suavização da aparência das rugas e linhas de expressão.

Indicações para o tratamento de rugas da face com toxina botulínica

O tratamento com toxina botulínica é mais eficaz em rugas e linhas de expressão mais finas e evidentes com o rosto em movimento, além de auxiliar no retardo da formação de novas rugas na pele (efeito preventivo). Em pacientes com linhas de expressão e rugas muito acentuadas ou visíveis com o rosto parado e a musculatura relaxada, o uso da toxina botulínica deve ser aliado a outras técnicas – como o preenchimento por ácido hialurônico – para um melhor resultado.

Não há uma idade específica para se iniciar o tratamento das rugas e linhas de expressão com a toxina botulínica. A primeira aplicação deve ser realizada quando o paciente se sentir pronto para iniciar o tratamento juntamente com a indicação médica.

Outras finalidades terapêuticas

O uso da terapia com toxina botulínica vai além do tratamento de rugas. Atualmente, seu uso também é indicado para tratar: estrabismo, blefaroespasmo, espasmo hemifacial, distonias, espasticidade, hiperidrose palmar e axilar, dentre outros. Recentemente foi liberado o uso para tratar enxaquecas crônicas também.

Aplicação

A aplicação da toxina botulínica para tratamento de rugas na face deve ser realizada em consultório médico por profissional especializado em procedimentos estéticos e que também seja capacitado para tratar de suas complicações, caso elas ocorram. Os profissionais qualificados para esse procedimento são os dermatologistas e os cirurgiões plásticos.

Antes da aplicação, o médico e o paciente elegerão os objetivos do procedimento e determinarão as áreas em que a toxina será aplicada. Com a demarcação dos pontos e objetivos do tratamento, a medicação é preparada e a aplicação é feita com a injeção de pequenas doses do medicamento nos pontos escolhidos.

A aplicação da toxina botulínica é rápida e o procedimento todo dura em torno de quinze a vinte minutos. O tratamento é considerado um procedimento estético minimamente invasivo e de baixo risco ao paciente, podendo ser realizado sem a aplicação de anestesia.

A maior parte dos pacientes relata pouco desconforto com o procedimento, mas em caso de pacientes mais sensíveis à dor das picadas da agulha, é possível realizar a aplicação de anestésico em pomada para aliviar o desconforto.

Dependendo da disposição pessoal, fumantes ou pessoas em uso de medicações anticoagulantes podem ter maior propensão à formação de pequenos hematomas no local das injeções. Caso ocorram, as manchas arroxeadas podem ser cobertas por maquiagem e costumam desaparecer em torno de 5 a 7 dias.

Efeitos do tratamento de rugas da face com toxina botulínica

A toxina botulínica bloqueia a liberação do neurotransmissor acetilcolina, que é responsável por transmitir as mensagens elétricas do cérebro aos músculos, apenas no local onde é aplicada. Ou seja, com a terminação nervosa sem a capacidade de transmitir o impulso elétrico, ocorre a paralisação dos músculos tratados, que param de contrair.

Os efeitos da aplicação da toxina botulínica na musculatura da face não são imediatos, há um intervalo de tempo geralmente de três a sete dias entre a aplicação e o início dos efeitos na musculatura.

O efeito esperado de uma aplicação de toxina botulínica é o relaxamento da musculatura causadora das linhas acentuadas de expressão, com suavização dos traços do paciente e em alguns casos um levantamento das pálpebras, tornando o rosto mais jovial e harmônico.

Efeitos indesejados no tratamento de rugas da face com toxina botulínica

O principal efeito indesejado decorrente do tratamento com toxina botulínica é a ptose, queda da pálpebra. Quando o procedimento é bem executado, a ptose de pálpebra é uma situação bastante rara – ocorre em cerca de 3% dos pacientes, segundo o laboratório Allergan, que comercializa o produto. É importante ressaltar que em caso de ocorrência de ptose da pálpebra o efeito costuma ser bastante aliviado ou até mesmo desaparecer em torno de um mês. Nos casos mais raros onde tal condição persiste por mais tempo, basta que o paciente aguarde a total metabolização da toxina pela musculatura da face para que volte a ter o rosto na condição anterior, livrando-se do efeito indesejado. Algumas medicações também podem ser prescritas pelo seu médico para acelerar o processo.

Duração dos efeitos do tratamento de rugas da face com toxina botulínica

Os efeitos da aplicação da toxina botulínica costumam persistir de quatro a seis meses após o procedimento. Durante o período de validade do tratamento, o músculo retorna gradativamente a se mover. Quando a toxina já foi inteiramente metabolizada, o músculo retorna à sua atividade normal.

Cuidados após a aplicação

O paciente deve evitar exposição solar intensa, deitar-se ou massagear o local da aplicação pelo prazo de quatro horas após a realização do procedimento. Atividades físicas podem ser retomadas após 24 horas da aplicação. Depois desse período não há necessidade de restrição às atividades normais do paciente.

Contraindicações para o Tratamento de rugas da face com toxina botulínica

O uso da toxina botulínica para rugas da face é contraindicado nos seguintes casos:

● Reação alérgica anterior a um tratamento com toxina botulínica;
● Inflamação de qualquer natureza na área onde a injeção será aplicada;

A utilização de toxina botulínica em pacientes grávidas ou lactantes não deve ser encorajada. Não há relatos de estudos clínicos com mulheres grávidas e apesar de não ser detectada a presença da toxina no leite materno, considerando a finalidade a que se destina o tratamento com a toxina botulínica e a ausência de estudos suficientes para essas situações, a recomendação é evitar o tratamento em pacientes nessas circunstâncias.

botox infografico Rafaela Salvato Dermatologia

Se você quiser saber ainda mais sobre tratamento de rugas da face com toxina botulínica clique aqui.

Dra. Rafaela Salvato Dermatologista em Florianópolis – Tratamento de rugas da face com toxina botulínica