Dermatologia Clínica

Queda de Cabelo

Os cabelos fazem parte da proteção natural contra traumas e radiações solares, mas há tempos passaram também a exercer importante papel como adorno estético e de aumento da auto-estima entre homens e mulheres. Devido a isso, a queda de cabelo pode se transformar em transtornos emocionais importantes e requerem atenção.

Perder alguns fios por dia é geralmente normal. Em média, perdemos cerca de 100 fios de cabelo por dia devido à renovação capilar gradativa. Esse número, no entanto, quando aumentado e/ou associado a perda de volume dos fios, pode representar alguma doença e deve ser corretamente avaliada por um dermatologista.

Estrutura dos fios

A estrutura principal dos fios de cabelo é formada principalmente por queratina e alguns minerais. Esses elementos formam a composição química da haste (fio) e alterações em sua composição determinam queda, perda de brilho, maciez e textura.

A integridade desses aminoácidos contribui para a saúde dos fios. No entanto, essa estrutura química é facilmente desestabilizada pela ação de produtos químicos, secadores, chapinhas, vento e sol em excesso.

Causas da Queda de Cabelo

Confira abaixo as principais causas de queda de cabelo:

Herança genética. Os mais atingidos pela herança genética são os homens e os primeiros sintomas costumam aparecer dos 18 aos 25 anos. No entanto, mulheres, quando acometidas, costumam passar por maior impacto emocional e importante queda na auto-estima, em virtude da queda de cabelo.

Essa conversão provoca a gradativa miniaturização dos fios (fios mais finos), assim como diminui o tamanho da raiz dos cabelos, favorecendo a queda de cabelo precoce. Esse processo, se não for tratado, leva à formação de áreas sem cabelo e pode levar à calvície permanente, que só pode ser convertida com transplante capilar.

Mesmo em pessoas sem predisposição genética, o envelhecimento costuma acarretar na perda e na diminuição do diâmetro dos fios. Após a menopausa das mulheres ou a andropausa dos homens, o couro cabeludo sofre alterações e fica mais espesso, dificultando a chegada dos nutrientes necessários para a produção de novos fios.

Alterações hormonais e Pós-parto

Problemas em glândulas como a tireóide, hipófise ou suprarrenal, causam alterações hormonais, que desregulam todo o organismo. A carência ou o excesso hormonal dificultam a nutrição dos folículos capilares, que deixam de receber a quantidade necessária de elementos para se manterem saudáveis.

Após a gestação, há uma queda brusca de hormônios no organismo da mulher e essa alteração costuma provocar uma queda acentuada dos fios cerca de 3 a 6 meses após o parto. O equilíbrio capilar costuma voltar em alguns meses, porém costuma acarretar bastante stress e preocupação em uma fase já delicada da vida da mulher.

Dietas rígidas ou má alimentação

Os fios de cabelo precisam de uma grande demanda de vitaminas e minerais para manterem sua estrutura forte e ativa. Dietas rígidas ou pobres em nutrientes como as vitaminas do complexo B ou vitamina C,minerais como ferro e zinco, proteínas e carboidratos, deixam os fios mais fracos, diminuem o metabolismo de divisão das células no folículo piloso, reduzem o crescimento e facilitam a queda.

Químicas, Secador, Chapinha e Penteados

O uso continuo de tinturas e produtos químicos, secador, chapinha ou calor excessivo como banhos muito quentes (que podem causartambém caspas e seborreia, condições por si só causadoras de queda de cabelos) resultam na perda de aminoácidos, sebo e outros nutrientes que juntos mantém a vitalidade dos fios. O ideal é que o uso dessas tecnologias seja o menor possível, para evitar a degradação dos fios.

Penteados como rabo de cavalo, coques ou outros tipos que promovem a quebra dos fios por esticar demais o cabelo, devem ser evitados ou ao menos evitar prendê-los enquanto estão molhados. Esses tipos de penteados podem causar inflamação no folículo capilar, podendo causar uma alopecia de tração, que é a redução parcial ou total dos cabelos na área de constante tração dos mesmos.

Anemia

Como o ferro é o mineral mais importante para a saúde e renovação capilar, no caso da anemia provocada pela deficiência de ferro há uma importante carência desse elemento na formação dos fios. Isso faz com que o organismo dê preferência para a utilização do ferro em funções mais vitais do organismo, como a oxigenação das células, aumentando a queda capilar.

Durante os períodos menstruais, além das alterações nas quantidades de hormônios, há uma queda de ferro no organismo através da perda sanguínea. Caso a perda de ferro não seja corretamente reposta através de dieta, os fios tornam-se opacos e caem precocemente.

Stress e Antidepressivos

Picos emocionais ou stress fazem com que o corpo utilize mais energia que o comum, perdendo uma grande quantidade de vitaminas e minerais que poderiam estar sendo usadas na produção de novos fios, além de produzir mais cortisol, hormônio que desacelera o metabolismo de divisão celular da raiz.

O uso de antidepressivos, por sua vez, interfere diretamente no sistema nervoso e na divisão celular no bulbo capilar, interrompendo o ciclo normal do cabelo, deixando-o suscetível a quebras e perda dos fios.

Diagnóstico e Tratamentos da Queda de Cabelo

O diagnóstico relativo a queda de cabelo é realizado pelo dermatologista que fará rigorosamente as avaliações hormonais e a realização de exames clínicos e laboratoriais de sangue, quando necessários, para excluir uma ou outra causa da queda de cabelo.

Os tratamentos de queda de cabelo disponíveis vão variar de acordo com cada caso, mas podem incluir o uso via oral de vitaminas, aminoácidos essenciais, antiandrógenos e finasterida. Tratamentos tópicos incluem o uso de minoxidil, antiandrógenos, bem como a indicação de xampus e soluções nutritivas adequados para cada tipo de cabelo e de acordo com a necessidade individual.

Outros tratamentos de queda de cabelo como injeções locais de vitaminas e/ou hormônios (intradermoterapia capilar), LEDs ou laser de baixa intensidade de diodo, podem ser indicados para estimular o metabolismo, o crescimento, a vitalização, o fortalecimento, a nutrição adequada e a ativar a microcirculação dos folículos pilosos, restaurando assim a saúde dos fios e do couro cabeludo.

queda de cabelo Rafaela Salvato DermatologiaSe você quiser saber ainda mais sobre queda de cabelo basta clicar aqui.

Dra. Rafaela Salvato – Dermatologista em Florianópolis SC – Queda de Cabelo