NÃO atendemos UNIMED
ou outros convênios

Notícias

Dermatologia Infantil

A dermatologia infantil é um segmento da dermatologia, especializado em atender bebês, crianças e adolescentes. A pele nessas faixas etárias merece atenção especial: a pele é mais sensível e o sistema imunológico é imaturo, tornando-os mais propensos a alergias. Na adolescência, alguns problemas de pele podem surgir com as alterações hormonais e também merecem cuidados específicos.

A busca por um dermatologista infantil desde cedo é essencial para ajudar a diagnosticar, prevenir e tratar alguns problemas de pele, muitas vezes comuns nessas fases. Outros diagnósticos são importantes para a inibição e controle precoce de doenças crônicas herdadas geneticamente.

Dermatologia infantil: A pele infantil

A pele infantil é mais fina e desprotegida. Além disso, possui menos pêlos, pois os folículos pilosos não estão totalmente desenvolvidos e é mais seca pela baixa produção de óleo pelas glândulas sebáceas. A pele é mais clara porque a produção de melanina nas células é muito baixa e o sistema de defesa ainda está pouco preparado para os ataques externos. Todos esses fatores juntos são importantes para a proteção da pele e como os estoques trabalham em níveis baixos, a pele fica mais suscetível a agressões.

Os agressores mais comuns da pele são o sol, o calor e o frio, os microrganismos como vírus, bactérias, fungos e protozoários, dentre outros. Eles podem prejudicar a saúde da pele e do sistema, causando transtornos que podem ser evitados se houver um acompanhamento adequado de um dermatologista pediátrico.

Dermatologia infantil e os problemas de pele comuns na infância

Dermatites como a dermatite de fralda, dermatite atópica, dermatite seborreica ou dermatite de contato são exemplos de lesões inflamatórias comuns na infância, e sob os cuidados da dermatologia infantil. Os agentes causadores dessas dermatites podem ser genéticos ou fatores alergênicos, como a urina, as fezes, roupas sintéticas ou de lã, excesso de calor, ácaros de poeira, produtos químicos ou de limpeza, dentre outros.

A melhor maneira de evitar as dermatites é evitar os agentes agressores, manter a pele sempre limpa, hidratada, arejada e buscar ajuda médica sempre que os primeiros sintomas aparecerem.

Verrugas virais e molusco contagioso são exemplos de infecções por vírus que são transmitidas à criança pelo contato direto com a pessoa infectada. Por outro lado, também temos as infecções por bactérias, como por exemplo, impetigo, foliculites, furúnculos ou as causadas por fungos como micoses de pele ou do couro cabeludo.

Himangiomas são tumores benignos que podem ser notados já no nascimento, causados pelo acúmulo de vasos ou células sanguíneas na região. Possuem coloração rosada ou cor de vinho. Podem apresentar involução espontânea (”desaparecem”) no primeiro ano de vida, mas podem evoluir e aumentar de tamanho. Às vezes, em casos mais raros, podem afetar a qualidade de vida da criança, principalmente quando localizadas na face, próximas aos olhos ou vias respiratórias. Esses locais merecem atenção, pois alguns hemangiomas crescem muito e podem obstruir as vias aéreas ou prejudicar a visão.

A acne é mais comum nos adolescentes por causa das alterações hormonais naturais nesse período, mas podem surgir também em crianças menores, principalmente em recém-nascidos, devido aos hormônios maternos presentes no leite. A acne caracteriza-se por cravos ou comedões, pústulas ou espinhas, nódulos, cistos e abscessos. O ideal é manter a pele limpa, evitar produtos oleosos e não remover as lesões, o que deixa marcas muitas vezes permanentes. Um acompanhamento dermatológico é aconselhado para tratar as lesões presentes e evitar manchas e cicatrizes mais profundas.

dra rafaela salvato dermatologia infantil florianópolis

Dra. Rafaela Salvato – dermatologista em Florianópolis – Dermatologia Infantil Florianópolis